Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

A História em novos formatos

Publicado: Segunda, 04 de Dezembro de 2017, 16h23 | Última atualização em Segunda, 04 de Dezembro de 2017, 18h04 | Acessos: 52

Webdoc homenageia UFPA com áudio, imagem, vídeo e texto

imagem sem descrição.

Por Renan Monteiro Fotos Alexandre Yuri

A facilidade, cada vez maior, em consumir conteúdos midiáticos é uma característica de nossos tempos. Na internet, as informações circulam de diferentes formas, seja em som, seja em imagens, seja em textos, e isso influencia outros meios de comunicação. No mundo on-line, a mídia sonora ganha recursos em outras linguagens, uma característica de um cenário de comunicação multimidiático.

Para saudar os 60 anos da Universidade Federal do Pará, a Rádio Web UFPA, da Faculdade de Comunicação (Facom), criou um webdocumentário com caráter  multimídia. Experimental e criativo, o WebDoc UFPA 60 anos surgiu de uma discussão entre os jornalistas e os bolsistas da Rádio Web, estudantes do curso de Comunicação Social e mescla diferentes linguagens: áudio, imagem, vídeo e texto.

O projeto está dividido em seis tópicos, que abordam diferentes aspectos da trajetória da Universidade. O primeiro tópico, Radiodoc UFPA 60 anos, está dividido em seis capítulos, que tratam do contexto histórico de criação da Instituição, passando por questões como a sua instalação em 1957 e o seu papel no período da Ditadura Militar. Além disso, há programas que abordam o marcante processo de interiorização e também o tripé  pesquisa, ensino e extensão, essencial na Universidade.

Já o tópico Memórias UFPA, mais imagético e textual, é constituído por extensas linhas do tempo da trajetória histórica da Universidade, dos reitores e dos estatutos da UFPA. Além disso, ganham destaques os professores eméritos, como Benedito Nunes, Clara Pandolfo e Violeta Loureiro, reconhecidos pelos seus importantes serviços na Instituição; e os doutores Honoris Causa, personagens que foram destaques em áreas ou temas importantes para a Academia, como Maria José P. Deane, Vicente Salles e Dom Luís Azcona.

Seção UFPA de Todos reúne grupos que compõem a UFPA

A seção UFPA de Todos é formada por entrevistas em vídeos, com personalidades tratando das diferentes entidades ou categorias que representam os grupos da Universidade, bem como suas memórias. Há entrevistas com docentes, técnicos-administrativos, estudantes quilombolas, estrangeiros, indígenas, entre outros; há também entrevista com diretores dos institutos, com professores como Edilza Fontes, pesquisadora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), que estuda a memória da Universidade, e servidores como Nazaré Cardoso, a funcionária com maior tempo de atividade na UFPA.

“Uma coisa que nós aprendemos e tentamos transmitir durante esse processo foi que a Universidade é uma instituição que não tem só uma história. Existe a história oficial, que está nos documentos, mas a história da UFPA é construída por muitas pessoas, é isso que queríamos ressaltar. Não é contar a trajetória dos reitores em uma linha do tempo que vai mostrar a história da Universidade. Nós queríamos contar as histórias dos professores, dos alunos, dos servidores, de diferentes pontos de vista, e valorizar essas trajetórias”, ressalta Fabricio Queiroz, um dos jornalistas responsáveis pelo projeto.

O WebDoc também apresenta uma proposta mais interativa e dinâmica com a seção #EuNaUFPA. Nesta seção, professores, alunos e técnicos falam de suas experiências na Universidade, de seu dia a dia ou dos lugares de que mais gostam dentro da Cidade Universitária do Guamá, como a beira do rio, os bosques ou o chalé de ferro. O outro tópico, Sons da UFPA, é criativo ao exibir sons característicos da Instituição, como o cair da chuva, os latidos dos cachorros e as ondas do Rio Guamá.

Projeto vivo com colaboração e participação do público

Os responsáveis pelo produto estão planejando torná-lo colaborativo e estabelecer uma rotina de atualização com, por exemplo, novas reportagens de outros aspectos da UFPA que não foram expostos nos tópicos já produzidos. “A ideia é ser um projeto vivo. Então, se houver novas informações históricas, novas pesquisas ou maior participação do público nas redes sociais, isso vai sendo agregado ao produto continuamente”, destaca Fabrício Queiroz.

Com uma identidade diferenciada das rádios tradicionais, os conteúdos das rádios web podem permanecer disponíveis ao público independente do horário ou do dia, mesmo depois de sua exibição. O acesso ao acervo de áudio da Rádio Web UFPA foi implantado em 2010 e, desde então, os produtos da Rádio têm essa característica. Sendo assim, o WebDoc pode somar com outros acervos sobre a história da Universidade.   

“Assim como fizemos em relação às eleições para a Reitoria da UFPA, os 400 anos de Belém e os 40 anos da Faculdade de Comunicação, o WebDoc ficará disponível, porque essa é a filosofia do nosso trabalho: preservar os conteúdos para que sirvam como fontes de pesquisa no futuro”, revela Fabrício.

Outro fator importante do Projeto é a proposta da comunicação inclusiva. As múltiplas mídias em uso no WebDoc estão adaptadas para o consumo do público com necessidades especiais. Fabrício Queiroz descreve o funcionamento: “nós pensamos, por exemplo, em tornar acessível para surdos os produtos de áudio e vídeos. Nos áudios, os roteiros estão descritos, e, nos vídeos, há closed caption (legenda oculta). As fotos publicadas no site têm audiodescrição para as pessoas cegas. Enfim, como parte de uma instituição pública, nos colocamos este desafio: fazer uma comunicação para todos e aprender essa experiência”. O WebDoc UFPA 60 anos foi uma proposta nova e um trabalho coletivo que, segundo Fabrício, desafiou os seus membros a fazerem algo a que não estavam habituados.

Em construção

As pessoas podem compartilhar e registrar no WebDoc as suas histórias, o seu cotidiano, os pontos de que mais gostam na UFPA por meio de fotos e vídeos. Para isso, basta publicar o material nas redes sociais e marcar a hashtag #EuNaUFPA. Assim o conteúdo pode ser monitorado e disponibilizado no tópico.

Para conhecer o projeto, acesse radio.ufpa.br/webdoc60

Ed.140 - Dezembro e Janeiro de 2017 / 2018

Adicionar comentário

Todos os comentários estão sujeitos à aprovação prévia


Código de segurança
Atualizar

Fim do conteúdo da página